1011767_10151833998812791_1043910449_n

Em colaboração com microbiologistas , a artista inglesa Anna Dumitriu afiou seu talento único para trabalhar com bactérias, e transformar em arte.

Suas peças apresentam padrões orgânicos feitos por microorganismos. Em sua instalação mais recente , The Romantic Disease, ela trabalha com o tipo mais perigoso de bactérias: Mycobacterium tuberculosis, o organismo responsável pela tuberculose .

Combinando o agora morto DNA da bactéria, com objetos e relíquias do séc. 19 e a tecnologia do inicio do séc. 20, Dumitriu cria uma vívida paisagem medicinal. Antes da invenção dos antibióticos, os pacientes com tubercoluse eram levados para “sanatórios,” hospitais construídos em altitudes elevadas, onde ficavam confinados em camas e recebiam confinado e tratamentos extremos. Para uma peça intitulada “Rest, Rest, and Rest!”, Dumitriu reconstrói uma cama de hospital; para outra peça, ela esculpe a forma de um pulmão em tecido, em uma Pneumothorax Machine,  que era para recolher os pulmões dos pacientes .

1525428_10151825683077791_1536413557_n

1557470_10151862664052791_697631003_n

pneumothorax_machine_and_where_there_is_dust_there_is_danger_-_felt_lungs_with_house_dust_and_extracted_tb_dna_killed_by_validated_process.jpg__800x450_q85_crop_subject_location-16782295_upscale

romantic_disease_dress

vrsadress

wheretheresdusttheresdanger.jpg__800x600_q85_crop

| via

Go to Source